Órbitas

A órbita é a cavidade óssea onde está posicionado o globo ocular.  Seu conteúdo também envolve o nervo óptico, os músculos extrínsecos oculares,  nervos, vasos, gordura, glândula lacrimal e vias lacrimais. A órbita pode ser acometida por doenças inflamatórias,  doenças linfoproliferativas e tumores, sejam eles benignos ou malignos.

Doenças inflamatórias

Orbitopatia de Graves

A Orbitopatia de Graves (OG) é a manifestação extratireoidiana  mais frequente da Doença de Graves. Caracteriza-se por um processo auto-imune que acomete os músculos extra-oculares e gordura orbitários  resultando em um quadro clínico bastante variável.  Pode estar presente tanto no hipo quanto no hipertireoidismo.

Sinais e Sintomas

O exoftalmo é o sinal mais frequente , entretanto, retração palpebral, edema e hiperemia do globo ocular, edema e hiperemia palpebral, estrabismo, acometimento da superfície ocular e baixa acuidade visual também podem estar presentes. A doença é dividida em leve, moderada ou grave de acordo com os sinais e sintomas clínicos . Pode ser ainda dividida em dois estágios:

Fase ativa:  processo inflamatório está presente e as alterações orbitárias evoluem e dura em torno de 6-24 meses

Fase sequelar: um quadro clínico estável referente às sequelas da primeira fase.

Diagnóstico

O diagnóstico da OG envolve um ou mais dos sinais e sintomas acima relacionados, além de exames de função e/ou imunidade tireoideana alterados. Geralmente são solicitados exames de perfil tireoideano assim como tomografia computadorizada de órbita para avaliar acometimento de gordura/ partes moles e musculatura ocular .

Tratamento

O tratamento está intimamente relacionado à fase da doença em que se encontra o paciente .

Medidas gerais:

– eutireoidismo

– suspensão do tabagismo

– colírio lubrificante

– géis/pomadas

– primas : melhora da diplopia

Fase Ativa:

  • Medidas gerais de controle clínico e oftalmológico;
  • Pulsoterapia/ imunomodulação / radioterapia
  • Cirurgia de descompressão orbitária

Fase Sequelar:

Cuidados oftalmológicos gerais

Reabilitação cosmética/funcional:  descompressão correção de estrabismo (prismas ou cirurgia); correção da retração palpebral

A retração palpebral pode ser corrigida de forma temporária, por meio da aplicação de toxina botulínica ou de forma definitiva por meio de cirurgia ( mullerectomia )

Cavidade Anoftálmica

A cavidade anoftálmica caracteriza-se pela ausência de globo ocular . Pode ter origem primaria, por uma má formação do globo ocular ou secundária ( ciruriga de evisceração, enucleação, exenteração) . As indicações de tais cirurgias podem ser traumas, tumores oculares/ orbitários avançados.

O paciente com cavidade anoftálmica necessita de acompanhamento e reabilitação para uma boa adaptação da prótese . Geralmente as  cirurgias de eviseração/ enucleação envolvem a adaptação de algum implante orbitário ou enxerto dermoadiposo, com a finalidade de restabelecer parte do volume perdido . Uma vez recuperado da cirurgia o paciente é encaminhado ao protético , o qual irá realizar as medidas da cavidade para confecção da prótese ocular . Consultas regulares ao oftalmologista são necessárias não somente para avaliação da cavidade anoftalmica em si como para cuidado especial com o olho único.

Tumores orbitários

Tumor de glândula lacrimal

Os tumores de glândula lacrimal  podem ser divididos em epiteliais e não epiteliais e podem ser benignos ou malignos.

Os tumores não epiteliais são os mais frequentes e geralmente correspondem a doenças linfoproliferativas e ao linfoma.

O tumor epitelial benigno mais frequente é o adenoma pleomórfico, que acomete geralmente adultos jovens . Tem evolução lenta e leva ao deslocamento ínfero-medial  do globo ocular e proptose, tornando-se inclusive palpável na porção supero-lateral da órbita. O tratamento definitivo é cirúrgico e envolve a ressecção total do tumor. O tumor deve ser removido totalmente, uma vez que sua excisão incompleta pode estar relacionado a recidiva e aumento de chance de malignização (carcionoma adneóide cístico).

Marque a Sua
Consulta Aqui

Se preferir, pode ligar ou mandar um Whats

mapa do site

contatos

endereço

Rua XV de Novembro, 1776 – América
Joinville – SC
CEP: 89.201-602

VER NO MAPA

Copyright © Instituto de Oftalmologia de Joinville 2021

powered by clinicUp

mapa do site Home Sobre Exames Exames Lentes de Contato Blog Contatos contatos endereço Telefones: (47) 3422-3679 (47) 3422-6664 (47) 3433-9271 WhatsApp: (47) 99117-0742 Rua XV de Novembro, 1776
Bairro América
Joinville – SC
CEP: 89.201-602

VER NO MAPA
Copyright © Instituto de Oftalmologia de Joinville 2021 powered by clinicUp
mapa do site Home Sobre Exames Exames Lentes de Contato Blog Contatos contatos endereço Telefones: (47) 3422-3679 (47) 3422-6664 (47) 3433-9271 WhatsApp: (47) 99117-0742 Rua XV de Novembro, 1776
Bairro América
Joinville – SC
CEP: 89.201-602

VER NO MAPA
Copyright © Instituto de Oftalmologia de Joinville 2021 powered by clinicUp

Agendamento Particular

Agendamento Empresarial

Open chat